Categorias

  • Categorias
  • Pipes
  • Vidros
  • Silicones
  • Metal
  • Acessórios
  • Vidro
  • Cases
  • Trituradores
  • Incensos
  • Isqueiros
  • Bongs
  • Acrílico
  • Silicone
  • Vidro
  • Extras
  • Kits
  • Limpeza
  • Piteiras
  • Filtros
  • Papel
  • Silicone
  • Vidro
  • Display
  • Sedas
  • King Size
  • Mini Size
  • Rolo
  • Blunts
  • Display
  • Silicones
  • Display
  • Bandeja
  • Slick
  • Cinzeiros
  • Triturador
  • Cachimbo
  • Bong
  • Piteira
  • Cuia
  • Vestuário
  • Bonés
  • Cordões
  • Feminino
  • Masculino
  • Aromatizadores
  • Incensos
  • Spray
  • Como o ativismo cannabico pode combater o racismo

    Como o ativismo cannabico pode combater o racismo

    O racismo, tão presente no cotidiano do Brasil, e também do mundo, voltou ao centro do debate. Afinal de contas, porque ele ainda existe e continua enraizado na sociedade e em instituições tão importantes como a polícia? E como podemos mudar isso?

    Infelizmente não temos como responder todas essas perguntas, mas podemos falar como a Cannabis e ações relacionadas à planta, algumas inclusive que já estão sendo debatidas e colocadas em prática, podem ajudar nessa luta antirracista.

    E não poderia ser diferente, pois a proibição da Cannabis e a consequente guerra às drogas são repletas de racismo e ao longo da história foram os negros os que mais sofreram e sofrem com a criminalização da planta.

    Por conta disso, a legalização e eventuais mudanças nas leis sobre a Cannabis não podem deixar de estarem alinhadas à uma luta contra o racismo e uma reparação histórica pelos anos de repressão contra a Cannabis e principalmente contra a população negra, sempre muito mais estigmatizada e perseguida socialmente pelo consumo da planta.


    Ideias de como o ativismo cannabico, a Justiça e até o mercado da Cannabis podem colaborar na luta antirracista


    ·         Lutar pela revogação das prisões por tráfico e porte de Cannabis quando houver legalização/regularização. Isso porque neste caso o crime do condenado deixa de existir. Além disso, os principais beneficiados seriam negros já que ao longo da guerra às drogas muitos foram presos injustamente. Essa é uma proposta debatida no Senado americano conforme já mostramos aqui no blog da Ultra420.

    ·         Promover a participação da população negra nos debates sobre novas leis relacionados à planta já que foram os que mais sofreram com a proibição.

    ·         Incentivar a participação de negros(as) no mercado de Cannabis legal, especialmente como empreendedores.

    ·         O ex-jogador de NBA, Al Harrington criou uma incubadora para inserção de ideias de jovens talentos negros no mercado legal de Cannabis.

    Incluir comentário

    Você precisa fazer login par comentar. se você não é cadastrado, voce pode clicar aqui primeiro e registrar-se gratuitamente!

    Desenvolvido por TD12
    Ultra420 - A Primeira Head Shop do Brasil © 2020