Categorias

  • Categorias
  • Pipes
  • Vidros
  • Silicones
  • Metal
  • Acessórios
  • Vidro
  • Cases
  • Trituradores
  • Incensos
  • Isqueiros
  • Bongs
  • Acrílico
  • Silicone
  • Vidro
  • Extras
  • Kits
  • Limpeza
  • Piteiras
  • Filtros
  • Papel
  • Silicone
  • Vidro
  • Display
  • Sedas
  • King Size
  • Mini Size
  • Rolo
  • Blunts
  • Display
  • Silicones
  • Display
  • Bandeja
  • Slick
  • Cinzeiros
  • Triturador
  • Cachimbo
  • Bong
  • Piteira
  • Cuia
  • Vestuário
  • Bonés
  • Cordões
  • Feminino
  • Masculino
  • Aromatizadores
  • Incensos
  • Spray
  • Como funcionam os coffeeshops de Amsterdam?

    Como funcionam os coffeeshops de Amsterdam?


    Poucos lugares são tão famosos por sua relação com a planta quanto Amsterdam, capital da Holanda. E não é para menos, pois o país e sua principal cidade estão na vanguarda quando o assunto é consumo de cannabis descriminalizado por conta dos seus ainda mais famosos coffeeshops, onde turistas e moradores podem desfrutar da planta sem incômodo há décadas.


    O que pouca gente sabe é que para funcionar esses espaços transitam entre a legalidade e a ilegalidade, já que nem todo o processo até chegar no consumidor está de fato regulamentado. A policia holandesa ainda faz operações para prender cultivos de larga escala enquanto permite que milhares de pessoas consumam legalmente. Então, como funcionam os coffeshops de Amsterdam?

     

    A história e as regras para as coffeeshops


    Pode acreditar: a primeira coffeeshop de Amsterdam para venda e consumo de ganja surgiu lá em 1972, provavelmente muitos antes de muitos clientes da Ultra420 sonharem com Amsterdam como um pico a ser visitado, e talvez antes de muitos nascerem. Yellow Mellow foi pioneiro, e em 1975, a Bulldog abriu o seu coffeeshop e assim foram surgindo mais e mais enquanto as autoridades só observaram para ver se não iria dar confusão.


    Nenhum problema foi detectado e os coffeeshops não foram fechadas, mas apenas regulamentados e obrigados a cumprir certas normas para funcionarem. Algumas destas regras foram acrescentadas ao longo dos últimos anos, o que acabou até colaborando para reduzir o número de estabelecimentos na cidade. Mesmo assim, ainda é possível encontrar vários e vários lugares para curtir uma brisa de qualidade antes de conhecer uma cidade encantadora.




    As regras dos coffeeshops:


    •          Venda de até 5 gramas por pessoa.
    •          Somente para maiores de 18 anos.
    •          Sem publicidade externa.
    •          Sem venda de drogas além de Cannabis e Haxixe.
    •          Distância de escolas.
    •          Alguns locais não vendem para estrangeiros.

     

    O consumidor compra legal, as coffeeshops não

    O mais curioso da legislação holandesa é que as coffeeshops não são proibidas de comercializar a erva, porém elas não podem adquirir a planta ou até mesmo cultivar para depois revender. Ou seja, os estabelecimentos estão dentro da lei, ao mesmo tempo que estão no mercado paralelo comprando a planta que será vendida legalmente depois.


    Depois de anos dessa legislação sem sentido, a Holanda já está discutindo uma mudança para finalmente regularizar o cultivo e comércio da planta em larga escala visando atender legalmente a demanda dos coffeeshops no país. Agora criminalizar seu uso ou até mesmo seu cultivo nem parece passar pela cabeça das autoridades que já estão acostumadas a lidar com a onda verde. 






       

    Guilherme Darros

    Jornalista e produtor de conteúdo canábico

    Incluir comentário

    Você precisa fazer login par comentar. se você não é cadastrado, voce pode clicar aqui primeiro e registrar-se gratuitamente!

    Desenvolvido por TD12
    Ultra420 - A Primeira Head Shop do Brasil © 2021