Categorias

  • Categorias
  • Pipes
  • Vidros
  • Silicones
  • Metal
  • Acessórios
  • Vidro
  • Cases
  • Incensos
  • Isqueiros
  • Bongs
  • Acrílico
  • Silicone
  • Vidro
  • Extras
  • Kits
  • Limpeza
  • Piteiras
  • Filtros
  • Papel
  • Silicone
  • Vidro
  • Sedas
  • King Size
  • Mini Size
  • Rolo
  • Blunts
  • Silicones
  • Bandeja
  • Slick
  • Cinzeiros
  • Triturador
  • Cachimbo
  • Bong
  • Piteira
  • Cuia
  • Vestuário
  • Bonés
  • Cordões
  • Feminino
  • Masculino
  • Aromatizadores
  • Incensos
  • Spray
  • Por que o estado do Colorado se dá tão bem com a erva

    Por que o estado do Colorado se dá tão bem com a erva

    Pioneiro na regulamentação da cannabis para fins medicinais e recreativos adotando um dos modelos mais liberais em prática nos Estados Unidos e no mundo, e ainda por cima arrecadando muito em impostos por conta disso. Já parou para pensar por que será que o estado do Colorado se dá tão bem com a erva? 

    Afinal, ele é um dos principais cases de sucesso de como lidar com a planta, pois é um estado que se tornou um polo da indústria canábica, reunindo diversas empresas, agências especializadas, consultorias, e startups do ramo. Mais do que isso, o Colorado tem um sistema que parece agradar e recompensar tanto a iniciativa privada, quanto o governo local e sua população. A questão é qual o segredo para uma regulamentação funcionar tão bem. 


    Linha do tempo da planta no Colorado 


    Foi recentemente que o Colorado praticamente “legalizou” a planta ao adotar esse modelo que permite o cultivo e o comércio. Porém, há anos o estado vem adotando posturas mais brandas do que outros locais em relação à ela, o que mostra que sua relação se tornou cada vez mais amigável ao longo dos tempos como mostra essa linha do tempo. 


    Tomado pela onda hippie assim como boa parte dos Estados Unidos no final dos anos 60 e início dos anos 70, no estado do Colorado 67% dos estudantes eram favoráveis à legalização já em 1968, enquanto hippies também já cultivavam a sua própria erva. 


    Em 1975 o estado do Colorado já descriminaliza a posse para consumo pessoal. 


    Pacientes com Glaucoma e Câncer já poderiam ter acesso à cannabis medicinal no Colorado em 1979. Porém, como isso também dependia do governo federal foram anos sem sucesso da aplicação da lei que permitia que médicos prescrevessem medicamentos ou a própria planta. 


    Em 1996, após a regulamentação para uso medicinal na Califórnia, retoma-se o movimento para fazer o mesmo no colorado. Mas foi somente no ano 2000 que ele se tornou um dos primeiros estados a liberar o uso medicinal da erva para várias doenças. 


    Em 2006 e 2007, em consultas populares, a comunidade do Colorado já defendia que a cannabis não fosse prioridade para a polícia.


    Em 2010 acontece um boom de dispensários e de “pacientes” medicinais mesmo sem a total regulamentação destes espaços. 


    Em 2011 vários projetos de legalização e regulamentação do comércio, cultivo, e consumo da cannabis tanto para uso medicinal quanto recreativo já estavam sendo discutidas. Mas foi em 2012 que 65% da população do Colorado foi às urnas para legitimar essas mudanças nas leis. Vários partidos e políticos apoiaram a causa. 




    Portanto, desde 2012, qualquer pessoa maior de 21 anos pode comprar e portar até 28 gramas de ganja e cultivar até seis plantas em casa. Já turistas podem adquirir até 7 gramas. Existem vários dispensários autorizados por todo o estado que fazem esse comércio. 


    Em 2013 o The Denver Post, principal jornal da capital do Colorado colocou uma coluna e quase uma editoria inteira sobre cannabis, chefiada pelo jornalista Ricardo Baca que já foi história aqui na Ultra420



    A planta no Colorado hoje


    Hoje em dia, o Colorado vive uma relação só de amor com a cannabis. O estado tem ganhado muito economicamente e o dinheiro arrecadado com impostos do comércio da planta tem retornado em investimentos para os cidadãos, independentes se são consumidores ou não, se atuam nessa indústria ou não. Por lá, todos estão ganhando e só em 2018 a planta movimentou U$ 1,55 bilhão de dólares.


    Além disso, estima-se que a erva já empregue cerca de 27 mil pessoas formalmente em todo o estado, o que ajuda e muito na economia, pois como já falamos aqui, hoje em dia a indústria canábica necessita de profissionais de diversas áreas. O sucesso é tanto que segundo a coluna The Cannabist, do Denver Post, o estado estuda afrouxar a regulamentação e a taxação da indústria para que prospere cada vez mais.






    Guilherme Darros

    Jornalista e produtor de conteúdo canábico

    Incluir comentário

    Você precisa fazer login par comentar. se você não é cadastrado, voce pode clicar aqui primeiro e registrar-se gratuitamente!

    Desenvolvido por TD12
    Ultra420 - A Primeira Head Shop do Brasil © 2019